Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

desenho garrido

Francisco Luís Fontinha 4 Jan 15

(desenho de Francisco Luís Fontinha)

 

 

vivo neste esconderijo

um cubo de vidro

no... lixo

não

não quero que me toques

me olhes...

não...........................

não quero existir

voar

ler

não

vivo neste cubo de vidro

 

adoro este esconderijo recheado de palavras

e

e de mendigos

 

o relógio não anda

a janela não se abre

nem fala comigo

há numa das paredes deste cubo de vidro...

tristeza

e... e o frio

 

um velho amigo

que me acompanha desde a infância

um desenho garrido

um espelho

neste cubo de vidro

não vivo

que vivo

sem perceber que o meu corpo é um esconderijo

 

de vidro.

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 4 de Janeiro de 2015

03_01_2015

Francisco Luís Fontinha 4 Jan 15

Sou um cadáver sem solução,

sinto-o quando pronuncio o teu nome,

sinto-o em vão,

sou um aldrabão diplomado,

e finjo,

finjo.. que estou apaixonado

e nem sou amado,

e nem sou doutorado...

 

 

Francisco Luís Fontinha

Domingo, 4 de Dezembro de 2015

Sobre o autor

foto do autor

Feedback