Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Garganta fina e escura

Francisco Luís Fontinha 22 Jun 11

Saboreia-se a garganta fina e escura

No rio desencontrado

Brincam gaivotas com ternura

Gaivotas que poisam no chão molhado…

 

Gaivotas que voam no meu peito

E nas asas transportam a saudade

Do dia que termina sem jeito

No mar em liberdade,

 

Saboreia-se a garganta fina e escura

Nesta mão que tece a madrugada

Em lábios de secura

 

Na boca engasgada.

Ai se pudesse abraçar a gaivota molhada

Que corre na areia cansada!

Sobre o autor

foto do autor

Feedback