Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

06
Set 11

Sonhos que se desfazem como pedacinhos de papel, sonhos, e quem nunca teve sonhos?, mas cada sonho que se transforma em cinza um movo sonho começa a ganhar força,

 

Tive muitos sonhos que se desfizeram em pedacinhos de papel, e tive sonhos que dos pedacinhos de papel voltaram a ser sonhos e reais, e não é por um sonho se evaporar que vamos desistir,

 

Eu nunca desisto,

 

E que os amigos são muito porreiros enquanto não temos problemas, porque quando os problemas batem à porta da vida, muitos dos que diziam ser nossos amigos, passam e viram a cara,

 

Nada que eu não esteja habituado,

 

Aprendi até ao dia 9 de Maio de 1994 que a vida é assim, hipocrisias, mentiras, que há sempre alguém numa esquina se for necessário a pregar-nos uma rasteira para conseguir o que quer, e o faz sem olhar a meios, há pessoas que tudo fazem para conseguir o que querem, mas os meus sonhos são construídos com base no meu esforço e capacidades, e não à custa de outros, ou ir para a cama seja com quem for…

 

E aprendi no dia 9 de Maio de 1994 que se eu quiser, eu sou capaz, fui capaz nessa altura, Porque não ser capaz agora?

 

E desde que tenha uma mão onde poisar a minha, tudo é possível acontecer.

publicado por Francisco Luís Fontinha às 11:27
tags: , ,

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO