Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cachimbo de Água

MENU

O rio vacila entre a montanha

Francisco Luís Fontinha 21 Mar 11

(À in-perfeita)

 

O rio vacila entre a montanha

Abraçado ao xisto nas encostas

Plantado,

O rio sorri-lhe quando da madrugada

Acordam as gaivotas

E ao longe o mar espera-o de olhar

 

Doce e meigo.

O rio transporta o desejo de ela acreditar

Que amanhã o sol vai nascer…

E o vento vai trazer o que no passado

 

O vento lhe levou,

Quando ela no fim de tarde

Adormeceu…

E esqueceu-se do pôr-do-sol.

 

 

Luís Fontinha

21 de Março de 2011

Alijó/Portugal

1 comentário

De João Sá a 31.03.2011 às 20:06

Caro Luís Fontinha, se me permite a familiaridade, como não sei se terá visto, achei por bem deixar-lhe aqui, no post "irmão" e no blog que agora no honra ao fazer a sua casa definitiva, que o poema "O rio vacila entre a montanha" publicado no blog do sapo.pt (http://cachimbodeagua.blogs.sapo.pt/3893.html) ficou entre os 4 finalistas seleccionados no passatempo "Os Poemas dos Nossos Bloggers" do Sapo Livros, ora veja aqui: http://livros.sapo.pt/noticias/artigo/53600.html

Acompanho o seu blog deste que comecei a colaboração no SAPO, para mim, para nós, equipa, é uma satisfação, acredite.

Inserir comentário

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Sobre o autor

foto do autor

Feedback