Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

a rapariga com nuvens de algodão no cabelo

Francisco Luís Fontinha 13 Jun 12

Conheci uma rapariga

com nuvens de algodão no cabelo

e no peito

fios de luz em desassossego

antes de cair a noite

 

a rapariga estudava

literatura

arte Russa

e poesia Turca

e namorava

 

ao final do dia

 

com nuvens de algodão no cabelo

literatura

arte Russa

e poesia Turca

a olhava

e cantava

e namorava

com as minhas palavras

 

no peito

fios de luz em desassossego

e caminhava

nas palavras atadas

às mãos do medo.

como sempre nunca tens hora para chegar

Francisco Luís Fontinha 13 Jun 12

Conheci-a na esplanada do café

vestida de perfume rosa

e com uma borboleta no cabelo

sentou-se ao meu lado

sem pedir licença

olhou-me e disse-me:

Olá eu sou a morte...

e eu respondi-lhe:

paciência

vens atrasada

como sempre nunca tens hora para chegar

nem data marcada.

Sobre o autor

foto do autor

Feedback