Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

17
Nov 11

Entre as ruinas da cidade

O mar sobe à copa das árvores

Um menino frágil sorri às gaivotas

Quando passam apressadas em direção ao silêncio invisível…

O menino perdido entre as ruinas da cidade

Extingue-se nas sílabas da manhã

 

Um poeta pesca palavras no rio da poesia

E o poema escreve-se sobre as ruinas da cidade

O poeta é um pescador

O poeta escreve nos olhos do menino frágil

Que sorri às gaivotas

E do rio da poesia

 

Um barco atulhado com contentores de poemas

Caminha sobre a copa das árvores

Entre as ruinas da cidade

A viagem desenha-se na solidão da manhã

publicado por Francisco Luís Fontinha às 11:27

Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO