Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

21
Jan 12

Hoje

Sou um velho onde cessaram os sonhos

Hoje

Sou um velho que deixou de acreditar

E ter esperança

Hoje

Sou um velho que inventa oceanos

E desenha barcos de papel e petroleiros de papel

Nas asas de gaivotas invisíveis

E hoje esqueço-me onde nasci

Tão pouco sei se nasci

Mas lembro-me do mar pintado nas minhas costas

Quando me suspendia no pescoço da minha mãe

Hoje

Imagino um musseque perdido

E meninos de calções presos a papagaios de papel

E triciclos em viagem a circularem

Debaixo das mangueiras

 

Hoje

Sou um velho onde cessaram os sonhos

Hoje

Sou um velho que deixou de acreditar

 

Hoje

Olho os barcos de papel

Hoje

Olho os petroleiros de papel

Hoje

Eu e eles

Velhos

Sentados à fogueira a sacudir a ferrugem dos ombros

publicado por Francisco Luís Fontinha às 20:35
tags: , ,

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO