Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

11
Abr 12

Há flores que tombam no chão

Resistem à opressão

Flores que saltam os muros da prisão

 

Flores

 

Flores concavas e convexas

Com beijos na palma da mão

Flores de todas as cores

Flores de ambos os sexos

De mutos feitios

Flores são flores

Que galgam os montes bravios

Como os amores

Sobre o colchão

Flores

Escondidas em anexos

De prato vazio abraçadas a um cão

Flores que saltam os muros da prisão

Há flores que tombam no chão

 

E resistem à opressão

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:23

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO