Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

31
Jul 12

O louco perguntou-me

se as árvores do jardim voavam,

olhei-o em cintilações complexas

enquanto me perguntava se as árvores do jardim voavam,

percebi que as árvores do jardim voam

quando as persianas da insónia da enfermaria se encerram,

e do jardim,

ouvem-se os passos invisíveis da morte...

 

o louco perguntava-me

e eu olhava-o

e o prato metálico da sopa

em acentos circunflexos sobre a minha cabeça,

 

os loucos são gajos porreiros,

 

puxava de um cigarro

e com todo o tempo existente no mundo...

via as árvores do jardim em voos desordenados

para enganarem os médicos e os enfermeiros,

 

porque os loucos são espertos

e fingem que dormem

e fingem que não vêem o voo nocturno das árvores

enquanto o louco fuma cigarros debaixo das amoreiras.

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:42

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO