Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

24
Out 12

O corpo solidifica-se nas nuvens de açúcar

das películas transparentes que brincam infinitamente

nas ondas cansadas do mar,

 

Preciso urgentemente das palavras do orvalho

que nas noites de inverno

as canções de silêncio apaixonado

transportam o vento às algibeiras do sonho,

 

Caiem sobre mim as luzes selvagens da cidade

nas damas de corações emagrecidos pela solidão da vida amarga e desmedida

que cresce nas madrugadas dos olhos do ciúme

saltitando de socalco em socalco,

 

O corpo solidifica-se nas entranhas sombras do amor

quando baixinho murmuras AMO-TE

e fico impacientemente sentado nos lábios do teu sorriso

para desenhar beijos na tua boca.

 

(poema não revisto)

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:16

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO