Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

05
Nov 12

Saborearei as luzes desejos que no teu corpo vivem

as estrelas de pétalas e sorrisos amargos

que eu transformo em silêncios parvos

saborearei os enjoou-os das palavras sem nome

sobes as escadas cansadas

em fome

a maldita alvorada

quando pela calada

te vêm buscar e desapareces entre as aspas do paragrafo sonolento

do texto escrito na porta de entrada da casa

da tua misera casa de ossos de pano

e janelas de papelão,

 

Desenhas flores nos muros que circundam as sandália de couro

do miúdo da aldeia empenhado no banco de jardim

alguns euros para o transporte desassossegado dos carris paralelamente

com abraços no infinito

dois homens com chapéu de palha e uma mão de cigarros embainhados nas madrastas hortas

das planícies orvalhadas das meninas de cabelo loiro

e olhos azuis fingindo alegrias e sílabas de seda

oiço-te das luzes desejos

saborearei nas tuas coxas os poemas construídos nos sonhos

quando o mar te entra em casa

e o teu ventre cinzento

se alicerça nos espinhos da morte...

 

(poema não revisto)

publicado por Francisco Luís Fontinha às 23:35

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO