Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

16
Fev 13

Laços olhos

simplesmente partilhados

entre maços de palavras

e de vidro telhados

vêm as marés às manhãs teus lábios

 

nos cansados pães de açúcar

entra o mar pela porta secreta do homem vestido de negro

com um cinto de prata

e preso na boca

um cigarro de lata

 

como as letras das indesejadas equações do silêncio

porque o teu coração

espera a minha mão disfarçada de jangada

atravessas o rio

e em nada

 

a minha madrugada

cinco palavras escritas numa parede

à tua espera

como as cigarras noites de Primavera

como as poucas viagens das drageias de solidão

 

do outro lado da rua

um comboio vestido de paixão

com um ramo de flores e uma triste pétala nua

que os carris comem os sorrisos da lua

e brincam às palavras cegas

 

jogam à macaca

com riscos de seda no pavimento de cimento

parecem pássaros de heroína

na algibeira do vento

sem hora de regressar...

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:28

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO