Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

14
Mar 13

Porque não te encontro

se a montanha está aqui

se o rio de braços abertos

corre incessantemente para o mar

apenas para te abraçar

corre

corre nas gotas da miudinha chuva

despida

nua

dos lábios da lua...

ah... se eu te encontrasse

dentro de uma caverna enfeitada de madrugada,

 

(se o rio de braços abertos

corre incessante para o mar

apenas para te abraçar),

 

Porque não de encontro

se a montanha está aqui

deitada nas árvores de prazer

e te amar

na noite construída de azuis laços de esfera

(não te encontrando)

perdidamente nos beijos de beijar

devagarinho até ao mar,

 

Porque não te encontro

luz do candeeiro de ternura

que amena dos livros apaixonados,

 

Porque não te encontro

menina porcelana

com feitio de cigana

no espelho da madrugada

porque não

encontro

te fingindo adormecer

sobre a cama da saudade...

 

Porque não te encontro

se a montanha está aqui

entre crepúsculos e marés de vidro

nas pedras onde nos sentamos

e beijamos

ao som do Pôr-do-sol...

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 19:41

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO