Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

05
Abr 13

foto: A&M ART and Photos

 

Se eu me perco mar adentro

dizes que sou um barco desgovernado

em sofrimento

um barco aparvalhado,

 

E nem gota de água consigo ser

nem tão pouco um papagaio de papel

não sou palavra de escrever

nem ponta de cordel,

 

Se eu me perco perdido vou andar

quando da noite de Inverno

a nossa lareira se apagar,

 

Livremente só como as árvores em flor

perdidamente alegre dentro do infinito inferno...

no indiferente amor.

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 14:18
tags: , ,

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO