Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

01
Mai 13

foto: A&M ART and Photos

 

Sobre o caleidoscópio da tua fina pele

meu amor em rosa amarela

minha púrpura manhã em seda silêncio

pegar na tua mão de flor adormecida

como se fossemos duas penas suspensas nas gotas de orvalho da insónia,

 

Como é lindo o amor das palavras

escritas e pensadas

fingidas

e sonhadas

como nós meu amor a clandestina migras madrugadas,

 

Se tivéssemos uma janela com pedras preciosas em formato de envidraçado

livros compactos

sons melódicos

ruas debaixo de nós preguiçosamente envenenadas pela paixão

dos desejos viciados pela medusa carícia tua mão,

 

Sobre nós meu amor

o caleidoscópio da tua febre cambaleando entre mortalha e cortinados de suor

entre odores e línguas de marinheiros vadios

com barcos emagrecidos

nossos corpos vaiados e perdidos,

 

E perdidamente eles em prazer

à lua alegria no leito da melancolia

as nossas bocas fuziladas pelos orgasmos inventados

por um poeta louco

com palavras loucas entre esquinas de areia e mão de ti meu amor...

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:25

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO