Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

03
Mai 13

foto: A&M ART and Photos

 

Um vulcão de segredos absorve-te do laminado silêncio

das mortas palavras

que o amor dita enquanto lá fora gotas de orvalho

nascem e morrem

nos olhos da noite,

 

Procuro-te ensanguentado entre o fumo invisível do teu cigarro

quando ainda passavas horas a fumar

a ler

e a escrever

a amar-me como se ama uma mulher,

 

A brincar com todas as flores dos jardins da cidade

e te sentavas no cais a contar os barcos que entravam e saiam da barra

com ou sem

tanto faz o destino

ao homem antes de morrer,

 

Pedias torradas

chá

mais tarde vinha ter contigo um café

onde depois de mergulhares na cafeína incandescente das estrelas de sonhar...

adormecias loucamente nos meus braços finos,

 

Agrestes

de pele escura e límpida como as algas da madrugada

sentia-te dentro dos meus seios

como se fosses uma nuvem

ou uma esponja com lábios de fim de tarde no cais de Alcântara.

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:54

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO