Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

07
Mai 13

foto: A&M ART and Photos

 

Não estarei cá sem que eu perceba a latitude do amor

e a longitude da paixão...

começo a recear a altitude do desejo

contra as montanhas com flores de sorriso encarnado

quando perfumes de gotículas de poemas rompem a madrugada

e

e alicerçam-se nos tentáculos das melodias como palavras embainhadas por mim

e em ti

de ti

os outros sonhos das coisas quadradas fingindo-se de círculos apaixonados pelo silêncio

e de mim

sempre a embriaguez dos olhos na penumbra dos cortinados de vento,

 

Vou agora partir

sem sentir as outras navegantes liberdades ao amor dos peixes

dentro do meu aquário de aço

e tubos de refrigeração até encontrar os corações que escondem o mar

vou sem sentir do meu aquário

imaginando pratos de porcelana pintados com papel de incenso,

 

Vou e não vou e talvez um dia...

regressar para os braços das árvores com pássaros pernaltas

cabeças cansadas de viver no mundo dos luares

oh... nocturnas mãos de sexos internacionais como os livros em edição de autor

empilhados sobre a mesa dos guindastes enferrujados...

 

Fumo-te engasgando-me nas persianas de plástico

quando das ruas emergem as sentinelas de pano

usam lenços amarelos no fino pescoço doirado

que o ourives das coxas loiras

deixou escorregar no jardim das clarabóias.

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:53

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO