Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

09
Jun 13

foto: A&M ART and Photos

 

Eras em pluma doce crisântemo do Éden jardim

escondias nos lábios a algibeira dos sonhos

e trazias nos braços as imagens prateadas

que o velho homem de chapéu negro deixou ficar após a tempestade

sobre a cidade dos vampiros de cabeça estonteante,

 

Comíamos sem comer

imaginávamos alimentos em todas as árvores que víamos

às vezes fingíamos caçar pássaros de asa amarela e azul

como os papeis que usávamos na secretária da noite

para adormecermos as nossas palavras em dor,

 

E por algumas drageias apenas

elas

as palavras vomitadas pela nossa empobrecida insónia...

inventavam sonhos e marés com vestidos de renda

e deixávamos de saber o nome dos dias,

 

Pintávamos minutos dos relógios procurando braços

para aportarem âncoras de iodo e laboratórios de análises clínicas

as palavras com teores de açúcar bastante elevados

e dos poemas havia uma pequena alteração no níveis de colesterol...

comíamos livros e nem assim conseguíamos sobreviver aos anzóis do amanhecer,

 

Se nos amávamos deixei de perceber

que na tua boca de Primavera envergonhada

habitavam calçadas como rios fundeados nos alicerces da tuas palavras

as mesmas e aqueles que as drageias apenas

elas as palavras eram pedaços de papel envenenado pela escuridão do prazer...

 

(não revisto)

Francisco Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 14:32

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO