Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

15
Abr 11

As sombras cruzam-se-me na imaginação

Cansaço como se fossem a multidão

Orgasmos em demandada

E sempre que acordam

Com medo da madrugada

Desviam um só olhar

E num só sorriso de Outono

No teu meu caminhar

Parecem despedir-se dos que sonham

E…adormecem os que têm sono…!

 

Multidão!

É escrever

Nas paredes do teu quarto abandonado

Cansado da tua ausência

Com sorrisos de magoado

Na tua infância

Enquanto aprendias a crescer.

 

Multidão

É o teu corpo de pergaminho prensado

Que se esconde ao amanhecer

Sempre triste, sempre amargurado,

Multidão é viver!

 

 

Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 14:06

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO