Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

15
Abr 11

Ter alguém que amamos

E está longe

Ansiedade de estar perto

Saudade

Querer tocar

Apetecer adormecer

Ribeira ao abandono

Planalto onde me quero deitar…

Tempo em separação

Distância

Ter alguém que amamos

E não lhe podemos tocar

Nem sequer fazer um carinho

Falar-lhe ao ouvido

Baixinho

Ter alguém que amamos

E está longe

Perdida no infinito

Constelação de Vega

Voando em desalinho…

Pássaro no meu destino

Flamingo…

Saudades

Ter alguém que amamos

Que adormeça ao meu lado

Ouça o que quero dizer

Deambulando no meu pensamento

Ter alguém que amamos

E é difícil suportar as saudades

A ausência

A não presença

Ter alguém que amamos

A quem não poso e queria

Dizer boa noite, bom dia

Ajudar-me a escolher a roupa para vestir

Enfrentar o dia

Fazer amor na madrugada

Ter alguém que amamos

Que nos quer

Que eu quero

Que tenho saudades

Saudades de desejo

Desejar não ter saudades

Ter alguém que amamos

E fisicamente ausente

Que com as minhas mãos

Quero pegar no seu sorriso

Abraçar o seu olhar

Saltar de alegria

E não ter saudades

Ter alguém que amamos

Numa ilha em pleno Oceano

Jangada de pedra

Navegando sem destino

Nos meus olhos de menino

E tenho saudades…

 

 

Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 19:32

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO