Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

10
Ago 13

foto de: A&M ART and Photos

 

As pedras rasuradas que alimentam os teus olhos

às lágrimas choradas

como ribeiras em declínio tombando sobre a calçada

vêm as árvores à tua dócil mão de chocolate adormecido

vens tu procurar-me no interior da fértil maré que a solidão semeia nos teus seios...

sou filho pródigo do teu ventre

sou as palavras que escreves nas pálpebras da inocência

as pedras

rasuradas...

onde deitas o teu cabelo em pedacinhos amanhecer

sombras e telhados olham um líquido escorrer...

das folhas enlameadas dos velhos saberes,

 

Choram as tuas pedras rasuradas

um livro recusado à mão escrever

escorrem de ti as uvas embriagadas...

em videiras tuas lágrimas choradas

as pedras

e o feitiço dos lábios suspensos na tua boca

as pedras

loucas quando adormeces sobre mim antes de nascer o sol,

 

Loucas quando... nascer o sol

as tuas pedras amarguradas

as tuas doces pedras rasuradas

que a chuva engole nas tardes de neblina...

 

 

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Sábado, 10 de Agosto de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:16

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO