Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

25
Ago 13

foto de: A&M ART and Photos

 

hoje és um mendigo igual a mim

uma pérfida folha de papel não correspondida

hoje és um cadáver envergonhado deitado na minha sombra

uma triste e cansada sombra debaixo dos lábios do púbis incenso

hoje és um sexo amargurado

triste como as sílabas empapadas dos livros de nada dizer

como as noites a arder

dentro de ti o comestível prazer

 

hoje finges que não te pertenço

que sou um muro em xisto

balançando sobre a encosta

atiro-me e encontro o rio

hoje és um mendigo igual a mim

fugindo da claridade

e dos beijos zangados em cinzentos fios de sémen...

e dizes-me que sou um palhaço

 

um voador corpo com asas em papel

hoje desperdicei os abraços sobre a lua em fúria

que deus deixou na mão da madrugada

hoje não sou nada

como ontem

como amanhã

hoje és...

apenas uma defeituosa maré de linho com coloridos olhos em verniz...

 

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 25 de Agosto de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:54

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO