Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

30
Set 13

foto de: A&M ART and Photos

 

voávamos sobre as espigas cremadas do centeio

e era Domingo

e... sentíamos nas asas o perfume da madrugada

voávamos conforme tínhamos combinado na véspera da tempestade de areia

sentíamos no rosto as lâminas de xisto impregnado na pele doirada dos nossos corpos de açúcar

e da água víamos-nos desaparecer no cesto de papeis junto à escrivaninha embriagada

bebíamos licor de amêndoa como se dentro dos pequenos cálices de cristal

houve uma árvore com braços de prata

uma árvore recheada de pássaros

barcos

e montículos de areia

com sabor a insónia

 

amávamos as raízes escondidas nos túneis nocturnos das lâmpadas em flor

e era Domingo

e

e... voávamos nas encostas íngremes do silêncio

da boca rasgada do amanhecer ouvíamos os gemidos enlouquecidos dos mabecos adormecidos

e corríamos em direcção ao mar

e dormíamos sobre um cobertor de poesia

papeis voavam sobre o teu rosto de sílaba apaixonada

e das teclas de escrever que poisavam na tua fina mão de cerâmica

os sons metódicos de um máquina engasgada nas janelas de orvalho

descíamos as escadas do inferno...

e sabíamos que nunca mais ouviríamos as perdizes cinzentas nos corredores do desejo

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Segunda-feira, 30 de Setembro de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:22

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO