Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

09
Out 13

foto de: A&M ART and Photos

 

são intensos

são mórbidos como sílabas de falsa prata

são comestíveis como os peixes do teu lago

no centro do teu jardim

são invisíveis

são caracteres desconhecidos que descem dos teus lábios...

são tristes as noites tua chuva

quando os alicerces de uma canção

caiem na escada de acesso ao sótão da solidão

são tristes

os corredores do teu coração

os olhos sem cor

 

tristes

de ti e em ti

são intensos

lindos

cansados

castanhos belos

apaixonados

como gargantas volúpias em desgovernados uivos

 

e beijos loucos nas cavernas dos púbis encarcerados

são intensos

são complicados

distantes noites

manhãs sem literatura

poesia adormecida

sem ternura

vadia

mendiga

são intensos

lamentos

os silêncios da insónia mergulhada na tua mão de cinza depravada

 

são rios

mares com algas voando entre as rochas

são frias

nocturnas

sexos evaporados nas lanternas de cartão

são destemidos

intensos

os vampiros da paixão

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quarta-feira, 9 de Outubro de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:12

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO