Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

24
Out 13

foto de: A&M ART and Photos

 

entranhava-me nos teus indefinidos sorrisos

quase como um espelho com vida

que sofre

ama

e odeia a madrugada depois da despedida

entranhava-me nos meandros castanhos das tuas janelas de vidro

quando poisavas os cotovelos num peitoril embriagado

sofrido

cansado

dorido...

entranhava-me todo eu em ti

nuvem percebida das palavras encurraladas no corredor da solidão

vem a insónia e me diz

… você meu amigo

você é louco como as tempestades dos cristais sonolentos em manhãs endiabradas

em teus corpos endurecidos

embalsamados

esqueletos dentro do armário sem vida

suicidado num dia de neblina

indiferente às coisas belas que habitam o Outono

entranhava-me no sono dos teus indefinidos sorrisos

fotografava-te com um cintilante olhar

ser amante

companheiro

poeta

jardineiro...

infeliz

feliz

as palavras escritas nos teus seios mórbidos sem fumo nem cigarros

sem claridade nem fulminantes beijos em lábios de esferovite

entranhava-me

e desentranhava-me

comia

descosia

e dormia jurando que não te sentia

 

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quinta-feira, 24 de Outubro de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:49

Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO