Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

27
Out 13

foto de: A&M ART and Photos

 

converso com as pedras húmidas dos socalcos em flor

e oiço a tua voz mórbida embrulhada na neblina que se entranha no amanhecer

oiço as tuas mãos descerem às profundezas do desejo

encontro-as abraçadas aos espelhos da dor

sou um bandido recheado com pétalas de amor

e recibos envenenados dos alguidares sobre o tanque da desova...

converso e estranho a presença dos teus seios

nas montanhas de absinto

miseráveis pedaços em papel

onde escrevo

e sinto

as palavras sem sentido

 

(as palavras indesejadas

as palavras... palavras malvadas)

 

converso com as pedras húmidas dos socalcos em flor

e misturo-me com as daninhas ervas em caricias cores

escrevo-te sabendo que a saudade ainda vive dentro de nós

como um rochedo

alicerçado

mergulhado

prisioneiro das janelas com vidros de mármore

lápides onde jaz o teu nome

e vive a minha idade

as palavras

indesejadas

as palavras... palavras malvadas

 

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 27 de Outubro de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 15:07

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO