Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

19
Dez 13

foto de: A&M ART and Photos

 

tudo parece desabar

o tecto da sala de jantar cai como pedaços de sonho

desfeitos

irrealizáveis...

tristes os beijos do cansaço

quando a insónia dorme na mão das pétalas doiradas das abelhas em flor

tudo

até o meu cão consegue chorar

e eu

eu não...

tudo parece

os espelhos são-no e não me dou conta da algazarra das vozes entristecidas

 

doidas...

doidas... varridas

 

tudo é comestível

a dor

e as lágrimas...

as palavras

e as árvores de rapina

os pássaros com ramos envenenados...

são

são comestíveis e vejo-os na tela da saudade

a dor e as lágrimas...

as palavras

tudo parece desabar...

morrer... como morrem as lágrimas de chorar.

 

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quinta-feira, 19 de Dezembro de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:31

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO