Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

23
Fev 14

foto de: A&M ART and Photos

 

O dia termina inventando sonhos para a noite que se avizinha

o livro de poesia fecha-se dentro da gaveta do armário

o dia já era

foi

partiu... partiu sem saber o significado da palavra AMOR

não sabe que a saudade habita no edifício da insónia

um triste quinto andar sem janelas

mas... mas pelo olfacto dir-te-ei que temos perto de nós o mar

e as marés de Inverno

e as amarras do inferno...

dentro do dia terminado

do dia... suicidado.

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 23 de Fevereiro de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 20:01

09
Ago 11

As silabas envenenadas

Entre os seios da montanha

E de portas escancaradas

As palavras com ronha e manha,

 

O papel onde escrevo emagrece

Desce nas profundezas do oceano

As palavras que toda a gente esquece

No final de cada ano,

 

E de um barco amordaçado

Uma vela espera pelo vento

As silabas que no teu corpo dependurado

Dão à palavra vida e movimento…

publicado por Francisco Luís Fontinha às 09:32

Janeiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
17
18

21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO