Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

20
Ago 13

foto de: A&M ART and Photos

 

das sombras longínquas do sono

habito como um sonâmbulo ambíguo desejável pelas serpentes da floresta vermelha

das sombras à noite inconstante que as minhas mãos percorrem debaixo do fogo teu olhar

e depois de folhear o livro teu corpo

dou-me conta que a madrugada hoje

hoje ela não acordou

hoje ela

ela me abandonou

e sinto em mim

o sono dilacerante

das tuas mandíbulas carnívoras em teus lábios de sangue...

as sombras... hoje sou uma recta sem coração como os homens e as mulheres da cidade dos cães

 

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Terça-feira, 20 de Agosto de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 11:35

15
Abr 11

As sombras cruzam-se-me na imaginação

Cansaço como se fossem a multidão

Orgasmos em demandada

E sempre que acordam

Com medo da madrugada

Desviam um só olhar

E num só sorriso de Outono

No teu meu caminhar

Parecem despedir-se dos que sonham

E…adormecem os que têm sono…!

 

Multidão!

É escrever

Nas paredes do teu quarto abandonado

Cansado da tua ausência

Com sorrisos de magoado

Na tua infância

Enquanto aprendias a crescer.

 

Multidão

É o teu corpo de pergaminho prensado

Que se esconde ao amanhecer

Sempre triste, sempre amargurado,

Multidão é viver!

 

 

Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 14:06

31
Mar 11

As sombras do teu imaginário

Que ontem adormeciam

Calmamente na minha mesa-de-cabeceira

Sim essas

Atirei-as janela fora

Fartei-me delas

Fiquei cansado do seu silêncio

Nas madrugadas de inverno

Boa viagem

As sombras de ti

Amor ausente

Sempre em movimento

Vento sem distância

São húmus das minhas árvores vadias

Também elas cinzas

 

Também elas sombras.

 

 

Luís Fontinha

Alijó

publicado por Francisco Luís Fontinha às 10:16

Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO