Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

11
Jan 15

(desenho de Francisco Luís Fontinha)

 

 

Habito este cubículo de areia doirada

sem porta

sem janelas

sem jardim nem palavras

habito este cubículo iluminado pelo sofrimento

a cidade lá fora fervilha

e vomita pedaços de vento

… e melancolia

lágrimas de papel

encaixotadas num círculo com olhos verdes

lápides escondidas nas sombreadas avenidas

dos poemas envenenados pelos seios da saudade

a liberdade

habita

neste cubículo sem poesia

sem... sem noite

sem dia

habito

e vivo

acorrentado aos braços de um marinheiro faminto

descendo calçadas

subindo montanhas de algodão

habito neste cubículo de solidão

e desenho nas paredes do meu quarto...

o meu rosto envelhecido

e espelhos negros

sem corpo

sem coração.

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 11 de Janeiro de 2015

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:46

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO