Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

20
Mai 15

Imagino-te embrulhado no sono,

Brincas nos sonhos da dor

Como se fosses uma gaivota em voo rasante,

Consciente

Que nunca mais regressarás,

Às minhas palavras,

Às ruas de Luanda,

E aos Musseques de sorriso zincado,

Imagino-te deitado

Acreditando que ainda és capaz de voar,

Mas…

Meu querido,

 

As tuas asas estão tão frágeis como um telhado de vidro,

E os teus braços tão pesados como um rochedo em decomposição,

Putrefacto,

Húmido como o cacimbo da tua imagem,

Perdida numa qualquer paragem,

Sentes o ruído do machimbombo,

Tens medo dele

Como eu tinha medo do mar,

E hoje

E hoje estou acorrentado à paixão,

Do mar,

E da tua mão…

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quarta-feira, 20 de Maio de 2015

publicado por Francisco Luís Fontinha às 19:33

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO