Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

21
Jan 14

foto de: A&M ART and Photos

 

a chuva de mim às palavras poucas

entranhado eu nos cinzentos cobertores da solidão

desenho nos lábios da paixão

o beijo

escrevo nas paredes da insónia o eterno desejado prometido abraço...

… e em vão... permaneço obcecado pelas bolas de naftalina do teu olhar

em vão... adormeço pensando nas ranhuras castanhas dos holofotes de cianeto...

as derradeiras gavetas depois do sexo nuas mãos embrulhadas em toalhas de saudade

a chuva de mim às palavras poucas

deambulando loucamente nos pulmões da velha cidade

sem idade

o corpo submerge de um quarto de pensão,

 

há carícias

há amor...

há... gemidos confundidos com uma triste/alegre canção...

e Adeus

Adeus a ti de mim às palavras poucas...

das palavras sem coração.

 

 

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 23:03

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


25



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO