Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

19
Jun 16

há uma caverna de cinza nas tuas palavras,

o silêncio amarga os dedos do sofrimento,

e o vento se alicerça nos teus lábios,

de graça,

vem de longe a barcaça…

com os meus restos mortais,

 

há uma casa abandonada,

onde habita a escuridão dos dias adormecidos,

e os bandidos vivos saboreando uma esplanada,

as ruas envenenadas,

as trôpegas pedras das calçadas,

que só eu consigo alimentar,

 

há uma caverna,

há uma casa…

de cinza

de prata…

há no teu cabelo um chapéu de lata…

com a sanzala dos meninos envergonhados.

 

Francisco Luís Fontinha

domingo, 19 de Junho de 2016

publicado por Francisco Luís Fontinha às 18:48

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
14
16

21
23
25

28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO