Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

05
Jun 14

Não digas que hoje as minhas mãos acariciaram o teu corpo de ribeira adormecida,

fica em silêncio, fica... assim, como só tu o consegues fazer,

cerra os teus olhos,

encerra os teus lábios nos meus lábios,

em silêncio... sim, assim, como só tu o consegues fazer...

 

Não construas palavras nos meus dedos de giz,

porque sabes que o meu corpo de ardósia, onde escrevias, não existe mais,

hoje, hoje sou uma velha e amarrotada folha de papel,

hoje, hoje sou uma simples tarde de Primavera,

sem pássaros, sem beijos... sem... sem caravela,

 

Não digas, nunca, não digas o meu nome,

não me aprisiones aos teus sonhos..., quando eu quero voar, quando eu...

nem sequer quero sonhar,

não sonhos, não... não quero escrever nas tuas ossadas transparentes,

poemas, poemas com sabor a melancolia, poemas com sabor a mar,

 

Não digas que hoje as minhas mãos... são poesia,

porque elas, hoje, porque elas hoje nada são,

porque elas hoje, porque elas hoje têm medo do amor e da paixão...

como barcos encalhados no teu peito,

assim, assim... assim sem jeito,

 

Não digas, não, não digas quais eram os nossos livros preferidos,

não digas o nome, o meu e o dos poetas que eram os nossos livros preferidos...

não digas que existiu um submerso corpo de areia nas tuas coxas,

e que o vento destruiu numa noite de luar,

não digas, não, não digas que “hoje as minhas mãos acariciaram o teu corpo de ribeira adormecida”.

 

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quinta-feira, 5 de Junho de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:57

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO