Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

27
Out 14

Sem pressa de caminhar sobre as nefastas palavras de chorar

o fogo das tuas mãos que iluminam esta cabana de chita

o teu sorriso... impregnado no meu silêncio...

enquanto me recordo em frente ao espelho da solidão

sou um vadio navegante

deixei de saber como era

quem era

apenas recordo algumas das imagens

muito sombreadas

como uma nuvem de carvão

voando em direcção ao mar

sem rumo... sem... sem luar,

esta esplanada de incenso

que durante anos arde no meu peito

o odor da tua pele nas paredes em lágrimas

a janela amortalhada

quase a esquecer-se da minha existência...

permaneço neste barco

em círculos

em quadrados imperfeitos

gaguejando

às vezes

às vezes sem perceber porque o meu corpo se evapora ao anoitecer

sem rumo... sem... sem luar,

sem palavras para escrever...

sem pressa de caminhar

vivo e habito nos teus lábios prateados

vivo e habito nos teus seios... como desejos parvos

sem cigarros no tecto da insónia

vivo e habito

em círculos

em quadrados imperfeitos

em parábolas moribundas

e cansadas...

como eu

sem rumo... sem... sem luar!

 

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Segunda-feira, 27 de Outubro de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:37

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO