Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

26
Ago 14

Habita em nós uma jangada de silêncio,

permanecemos imóveis sobre as asas do vento,

pertencemos às rectas paralelas que se abraçam no infinito...

e se amam,

e se beijam,

somos a geometria nocturna do prazer,

às vezes só a cidade existe entre os nossos corpos,

às vezes... às vezes eles tocam-se e uivam sorrisos de neblina,

habita em nós a preguiça de acordar,

dizem-nos que lá fora chove, dizem-nos... dizem-nos que somos dois pássaros vadios,

em cio,

como este rio que nos engole,

 

Habitam em nós os tentáculos de silício com lábios de gelo,

procuramos o esconderijo de amar,

e ninguém...

e ninguém sabe o significado de “sílaba tonta”...

 

Escrever em ti,

como se deixasses de pertencer à jangada de silêncio...

e se amam,

e se beijam,

os nossos corpos argamassados pelo desejo,

viver...,

e se amam,

e se beijam...

os poemas esculpidos nos teus seios,

habitam em nós os moliceiros,

e um marinheiro nos guia até à eternidade...

e nos engana, e nos absorve... como se fossemos duas estrelas de suor...

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Terça-feira, 26 de Agosto de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:16

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO