Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

04
Out 14

Em meu redor os grãos de areia do deserto,

as serpentes de vidro que trepam as árvores do meu quintal,

ao longe sei que existe uma praia,

morta,

triste,

embrulhada nos lençóis do sofrimento,

minto,

finjo sorrisos quando apenas são desenhos abstractos,

palavras amorfas e escritas por um louco,

e no meu corpo suspendem-se os tentáculos da dor,

um carrossel de chocolate que assombra os lábios do mendigo,

não sei porque existo,

porque minto,

porque vivo... porque me escondo...

e no meu corpo... a montanha do adeus em desespero.

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Sábado, 4 de Outubro de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:42

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO