Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

29
Jan 16

desenho_28_07_2015_3.png

Fontinha

 

Na penumbra tua casa

Me esqueço do viver

Me esqueço da Primavera

E dos pássaros a correr,

Na penumbra tua casa

Sinto o odor do sofrimento

Saltitando entre os cortinados da dor

E o vento,

E o amor?

Agachado junto ao mar

Esperando o regresso da maré,

Na penumbra tua casa

Sei que habitam esqueletos de papel,

Mãos de areia

E pedacinhos beijos ao luar,

Há na penumbra tua casa

O silêncio da morte

Sem sorte

Descendo a montanha do sonho,

E hoje, na penumbra tua casa,

Esconde-se uma gaivota colorida,

Engraçadinha,

Esperta

E que urge libertar,

Do medo,

Da noite

E dos telhados de colmo,

Na penumbra tua casa,

Meu amor,

Nada mais irá acordar…

 

Francisco Luís Fontinha

sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016

 

publicado por Francisco Luís Fontinha às 19:40

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



24
25



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO