Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

06
Jul 14

Perdi o teu nome numa noite de geometria,

reinventei palavras para te desenhar na tela do silêncio,

escrevi no teu corpo quando a solidão zarpava janela adentro,

eu, eu sentava-me no cadeirão cinzento... e procurava-te nos livros que lia,

o teu nome..., o teu nome não aparecia,

e eu, eu mentia,

dizia que te chamavas de “amor”...

e...

 

e... e nunca conheci mulher alguma com esse nome,

e nunca conheci flor alguma que tivesse nas pétalas a cor do teu olhar,

abria a janela,

e gritava...

“amor”... “amor”...

e...

e... e ninguém se apelidava assim,

gritava, gritava... até que o luar me trouxe a insónia,

 

Cerrava a janela,

sentava-me no cadeirão cinzento,

abria um livro,

fechava-o... e o teu nome continuava desconhecido,

amargo,

tão amargo que dos meus lábios brotavam pedacinhos de cinza,

algumas pérolas de papel... e um ínfimo desejo despertava...

… e tu entravas, e tu entravas e eu não me recordava do teu nome...

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 6 de Julho de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 19:23

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO