Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

12
Set 14

Encurvado,

o maligno cansaço entre as montanhas da dor,

lá longe o rio embalsamado procurando o luar,

desce a nuvem do sofrimento sobre a madrugada,

há lápis de cor embrulhados em pergaminhos transparentes...

começa a noite,

e encurvado... o apeadeiro da solidão,

só,

enlatado numa caixa de sapatos,

o mórbido alimento dos pássaros sem asas,

há tristeza nos teus olhos,

só,

há lâminas de silêncio onde habitam lágrimas de néon,

a cidade perde-se na algibeira nocturna das amendoeiras em flor,

e só...

vejo o apeadeiro da solidão desfalecer junto à ponte.

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Sexta-feira, 12 de Setembro de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 19:46

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO