Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

20
Jan 16

O segredo,

O meu segredo,

As palavras engasgadas no silêncio,

O medo,

O medo de amar não amando,

O medo da paixão…

Não desejando,

Este infeliz transeunte abandonado,

Abandonando o poema,

Fugindo dos desenhos construídos na escuridão,

O medo,

O medo da solidão,

Todas as noites,

Cai o cortinado sobre as pálpebras da tristeza,

Invento certezas,

Invento sofrimento nas amoreiras dos teus lábios,

Porque sinto,

Porque minto

Amar-te,

Não te amando,

E não te querendo,

Hoje,

Amanhã…

Logo à noite,

Logo à noite talvez,

O infeliz petiz

Galgando as amarras do prazer,

O clitóris da sinfonia floridas dos cardos

Cospem metáforas, calçadas e sorrisos,

O segredo,

O meu segredo,

O nosso segredo… morto junto ao rio.

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

terça-feira, 19 de Janeiro de 2016

publicado por Francisco Luís Fontinha às 00:48

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



24
25



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO