Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

01
Fev 15

Pintura_224.jpg

(desenho de Francisco Luís Fontinha)

 

 

Imagino os teus olhos navegando no silêncio da madrugada,

faltam-me as palavras

e as pedras imaginadas pela noite abandonada,

faltam-me as tuas mãos entranhadas nas minhas mãos...

as correntes em aço,

um barco adormecido nas pálpebras do ciúme,

que só o espelho do amanhecer consegue acariciar,

imaginadas lâminas de desassossego

nas ruas íngremes do desejo,

não tenho tempo para desenhar o teu sorriso nas sombras do corpo envelhecido

da aldeia

em lágrimas,

 

Imagino os teus olhos masturbados na montanha

onde habitam os fios da loucura,

o poema alicerçado aos rochedos da solidão,

o medo,

a morte...

da aldeia

em lágrimas,

como uma criança sem nome,

idade,

nada...

as correntes em aço,

e pequenas migalhas de saudade.

 

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 1 de Fevereiro de 2015

publicado por Francisco Luís Fontinha às 12:17

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO