Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

07
Jun 15

Perdido nasci

Na sombra de um embondeiro,

Simplesmente sofri

A penumbra insignificante arte de navegar

No teu corpo de ausência,

Sofri,

E morri

Nos teus braços de agonia,

Sentia-me um estonteante homem sem palavras no coração,

Um esqueleto em decomposição,

Uma sinfonia,

Sou uma estátua de sémen

Esquecida numa cidade imaginária,

Uma folha de papel em cinza,

Voando,

Em direcção ao mar,

Perdido nasci

Como nascem as células dentro de ti…

Vagabundas memórias

Nos sofridos símbolos das plantas carnívoras,

Voando,

Voando sobre ti.

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 7 de Junho de 2015

publicado por Francisco Luís Fontinha às 23:24

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

17

23
25



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO