Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

20
Ago 14

Perdi todas as imagens que o cansaço foi poisando nos meus ombros,

Destruí as fotografia onde habitavam os meus cabelos,

Perdi-me na escuridão, fiquei por aí…

Como um sonâmbulo invisível,

Vestiram-me de palhaço,

Fui trapezista…

E de circo em circo,

Construí no meu olhar os fios de seda do amanhecer,

Quis voar… quis ser avião, pássaro…

E hoje sou um cubo de granito,

Com correntes de aço,

Com boca de palhaço…

 

 

Perdi todas as imagens que trouxe num caixote em madeira,

Sem destinatário,

Sem terra para aportar…

Acreditei ter nascido no mar,

Sou um apátrida, sou uma sanzala de algodão,

Com dentes de marfim…

Sou capim,

Cacimbo,

Embondeiro…

Sou… sou tudo aquilo que nunca quis ser,

Marinheiro,

Paquete, poeta… poeta com as calças na mão!

 

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:01

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO