Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

27
Abr 14

há um xisto vestido de tristeza

uma nuvem sangrenta poisada em ti

árvore sonolenta

magoada

jardim descalço

jardim... jardim filho da madrugada

 

há um rio perdido na calçada

esperando a tua mão

há um rio dentro de ti

correndo

correndo... correndo nas tuas veias de solidão

e gritando e gritando...

 

há um xisto no muro onde me sento

e te espero

dou-me conta que hoje não há o rio dentro de ti

que tens lágrimas

que... que danças no jardim

magoada no jardim descalço...

 

adormeço

sonho com fios de nylon aprisionando o Céu

que tens estrelas no olhar

e flores

flores na tua doce boca de jasmim

há um xisto... de tristeza... há um xisto dentro de mim.

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Domingo, 27 de Abril de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:48

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Abril 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO