Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

07
Fev 15

Pintura_223.jpg

(desenho de Francisco Luís Fontinha)

 

 

A tela vazia e só

no centro do alpendre doirado

as palavras embalsamadas

que se misturam nas cores adormecidas

por uma mão em descanso

com medo de conversar...

a cidade engolida pela sentença do amanhecer

dormir

e não acordar

quando as imagens se despendem da noite embriagada

não regressar aos teus braços

nunca,

 

até que a ponte se transforme em alegria

e a madrugada

comece a desembrulhar a tela vazia,

 

as equações do prazer

na ardósia eterna da paixão

o silêncio Deus envenenado pelas sombras dos lábios narcisados

a fala entranhada nas montanhas do abismo

e o corpo desenlaça-se do secreto olhar das amendoeiras em flor

a tela

nua

apaixonada pelas recordações tridimensionais do rio minguado

as areias húmidas sobrevoando o teu corpo de porcelana

até que a ponte...

e a madrugada...

apareçam para desembrulhar a tela vazia.

 

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Sábado, 7 de Fevereiro de 2015

 

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:43

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO