Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

21
Out 15

Perdido neste sótão da saudade

Misturado nos sonhos que fervilham nas palavras inventadas

Perdido neste cubículo sonolento

Das catacumbas madrugadas

Abraçado ao vento

Sem lamento

Quando lá fora há um rio em lágrimas

Que me procura

Com ternura

E esquecendo a vaidade

Perdido neste inferno sem morada

Este sótão… este sótão que se esconde na alvorada,

 

Este sótão cansado

Como um esqueleto de húmus invisível na tempestade

Perdido, eu, nesse teu coração de migalhas

Sofrendo porque vivendo sofrendo

Não sei viver

Sofrendo porque vivendo sofrendo

Não sei amar

Escrever

Desenhar

Ser o mar

Dançando ao pôr-do-sol

Sem perceber que estou a sonhar…

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quarta-feira, 21 de Outubro de 2015

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:45

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
17




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO