Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

02
Abr 11

A minha vida dois caris que no infinito se encontram, e tal como duas rectas paralelas, corro apressadamente rumo ao infinito, ao encontro do fim. E quando chegar lá, o que faço?

Encosto-me à sombra de um plátano?

Enrosco-me nas asas de uma gaivota’

Ou simplesmente espero que anoiteça?

A minha vida dois caris que no infinito se encontram, e o mais provável é sentar-me numa rocha, olhar o rio indiferente à minha presença, fumar através de um dos meus cachimbos… e esperar; esperar que o vento leve as minhas cinzas, as cinzas do meu tabaco, as cinzas dos meus sonhos, e as coloque no pôr-do-sol.

 

 

FLRF

2 de Abril de 2011

Alijó

publicado por Francisco Luís Fontinha às 12:50

Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

A minha vida dois caris

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO