Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

04
Nov 11

(“Atualmente sou um inútil”, Abel in Claraboia – José Saramago)

 

Atualmente sou um inútil

Um pedaço de xisto

Nem sou chuva

E nunca conseguirei ser o vento…

 

Atualmente sou um inútil

Que ama loucamente o mar,

E nunca,

E nunca voltarei a abraçar o mar,

 

Atualmente sou um inútil

Que ninguém,

Porque sou um inútil…

Ninguém quer abraçar,

 

Para que servem as palavras que escrevo?

Os livros que leio?

 

Atualmente sou um inútil

Um pedaço de xisto

Nem sou chuva

E nunca conseguirei ser o vento…

 

E quando sonhava,

Queria voar,

E nunca voei,

Por ser um inútil…

Deixei

De sonhar.

publicado por Francisco Luís Fontinha às 01:35

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

17
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Ser um inútil

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO