Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

17
Set 14

(Ao meu Pai)

 

 

Corre nas minhas veias um enxame de saudade,

percebo pelo espelho do guarda-roupa que existe sobre os meus ombros uma lâmina de silêncio,

procuro nas lágrimas do amanhecer a tempestade da insónia,

e sei que se abrir a janela do cansaço...

um pássaro azul poisará no meu olhar,

sinto-te triste,

amargurado...

desiludido como um soldado,

quando a espingarda lhe é apontada,

e parece que não queres fugir,

apenas preferes ficar sentado...

sentado a ver a Baía de Luanda quando passeavas com uma criança,

e de mão dada...

lhe segredavas,

um dia, um dia meu filho... vamos regressar,

eu, eu olhava o mar, e... e acreditava,

imaginava-me um marinheiro de cachimbo ao canto da boca,

sentia no meu corpo os apitos da paixão,

pela terra,

pelas árvores... pela cidade,

e inventava outros meninos como eu...

que passeavam de mão dada com a saudade,

e desde então... nunca, nunca mais vi a Baía de Luanda!

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:52

27
Ago 12

a peso da lua

quando o beijo invisível se mistura no luar

e os peixes voadores

em silêncios dispersos

há uma mão que balança dentro do cortinado do abismo

o medo subtrai-se à complexa matriz transposta

e que nas horas de vazio

submerge nos ziguezagues

da morte

a luz selvagem dos olhos que me odeiam

entre as flores pintadas no muro da escola

e as estrelas nos lábios das gaivotas adormecidas

 

(sinto-me cansado

de olhar o mar

sem ondas e sem sonhos

como uma seara incendiada pelo peso da luz)

 

morre o meu último barco que imaginei

construir na Baía de Luanda...

 

(poema não revisto)

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:20

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO